Ações da CSN
R$ 8,96 | -4,06%
19:51h | 15.04.2014
Sábado, 19 de abril de 2014
Boa tarde, 16h32min
 

Bailes funk em bairros de Volta Redonda seriam patrocinados pelo tráfico
Publicado em 19/05/2013, às 09h23
 
Última atualização em 19/05/2013, às 16h42

Página do ‘Baile do Belô’ no Facebook já tem mais 200 seguidores

Volta Redonda

Bailes funk financiados pelo tráfico, venda e distribuição de drogas, músicas de apologia ao crime e incitação erótica. Esta realidade, facilmente encontrada em favelas cariocas, está se tornando comum em Volta Redonda. No último final de semana, agentes do Serviço Reservado da Polícia Militar estiveram em um baile funk, na quadra de esportes, do bairro Belo Horizonte. Eles chegaram ao local justamente para checar denúncias de que estava ocorrendo tráfico, uso de drogas e a presença de menores no local.

Houve corre-corre quando os policiais chegaram, e uma pessoa foi presa por suspeita de tráfico. Denominado "Baile do Belô", a atração foi a MC famosa de funk, do grupo "Maysa e as Abusadas". Detalhe: há cerca de uma semana, foi criada uma página do "Baile do Belô", numa rede social, e já tem mais de 200 seguidores. Foi feito também um vídeo do baile, já postado na internet, e com milhares de visualizações.

Antes de chegar à quadra, os policiais flagraram, numa viela, um menor escondendo e vendendo drogas, acompanhado de um rapaz que vigiava a movimentação - conhecido como "olheiro do tráfico". Maconha, cocaína e dinheiro foram apreendidos.

Segundo informações da polícia, os bailes obedecem certa periodicidade. São realizados geralmente em três dias seguidos (sexta, sábado e domingo), em diferentes bairros. A divulgação dos eventos é feita através das redes sociais e rádios web especializadas no gênero funk.
No final do mês passado, o baile aconteceu na quadra de esporte da Vila Brasília. E mais: o suspeito de ser o chefe do tráfico no bairro, conhecido apenas como Douglas, teria ido ao baile armado com um fuzil.

Frequentadores relataram também que houve consumo de drogas e até distribuição de dinheiro para as meninas, a maioria menor de idade, que aceitassem dançar no palco e ficar seminuas.

Moradores acuados

Moradores de pelo menos três bairros - Vila Brasília, Coqueiros e Belo Horizonte -, onde os bailes ocorrem com certa frequência, sofrem com o medo.

- Nos fins de semana que tem baile, a gente não dorme porque o som é muito alto e fica até 4h ou 5h da manhã. E não adianta reclamar, porque eles aumentam mais ainda. Isso aqui está igual ao Rio de Janeiro. Os meninos passam armados, de moto, vigiando a boca de fumo e a gente fica sem ter o que fazer, porque todo mundo tem medo - desabafou uma moradora que, por motivos de segurança, não se identificou.

‘Choppadas' também viraram atração para funkeiros

Meninas, aparentando serem menores de idade, dançam em ‘choppada’ no Retiro

Os bailes funk e festas que seriam financiadas e promovidas por traficantes também têm acontecido, esporadicamente, no Belmonte, Padre Josimo, Santo Agostinho e Retiro, mas com um diferencial: acontecem em sítios, salões e casas, em locais mais afastados. Ou seja: mais reservadas.

No Belmonte, as festas acontecem em um salão, próximo à quadra. Já os bailes no Padre Josimo, segundo denúncias, são promovidos por Jorge Antônio de Jesus da Silva, conhecido como Gim, que saiu recentemente da prisão e seria chefe do tráfico no bairro.

No Retiro têm sido frequentes as populares "choppadas" em sítios. A última aconteceu no último dia 5. Policiais receberam denúncia, inclusive, de que o traficante conhecido como Mineiro, estaria na festa. Ele, no entanto, não foi encontrado pelos policiais.

A Redação do DIÁRIO DO VALE também recebeu uma reclamação. Um pai queria tirar a filha menor, de apenas 13 anos, do baile, mas foi impedido de entrar. O evento teria como show principal o Mc Magrinho, do Rio, que acabou não comparecendo. Entretanto, ele fez o show, de graça, no dia seguinte, segunda-feira, no mesmo local.

O MC é conhecido no mundo do funk e tem músicas com forte apelo sexual e pornográfico. Ficou ainda mais popular após se envolver numa polêmica em um baile funk, quando uma jovem subiu no palco para dançar e teve a calcinha rasgada, ficando nua. O vídeo foi parar no Youtube e teve milhares de acessos.

As fotos desta "choppada" do Retiro foram feitas por um fotógrafo da "Rádio Mandela Digital", do Rio, e mostram frequentadores consumindo bebidas alcóolicas e meninas, também aparentando ser menor idade, dançando seminuas em coreografias ousadas. Um jovem que participou da festa publicou na rede social que estava na companhia do MC bebendo cerveja e fumando maconha no sítio.

Cinco são presos em festa no Retiro

Foram apreendidas drogas e dinheiro durante comemoração de aniversário de ‘Sereno'
Jovem divulga festa e seus atrativos

Na última semana, agentes do Serviço Reservado da Polícia Militar (P2) flagraram uma festa no Retiro, onde estava sendo comemorado o aniversário de um jovem de 19 anos, apelidado de "Sereno". Na ocasião, pelo menos cinco pessoas foram detidas e duas presas - entre elas um menor de 17 anos que estava em liberdade assistida por já ter sido apreendido anteriormente.

Houve também apreensão de drogas, dinheiro, contabilidade do tráfico e material para endolação.

No momento em que os policiais chegaram à festa, Sereno não foi encontrado. Policiais militares conseguiram localizá-lo, na segunda-feira, no apartamento onde mora, na Avenida Sávio Gama, no mesmo bairro. Ele foi levado à delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado.

O delegado da 93ª DP (Volta Redonda), Antônio Furtado, explicou que o jovem não ficou preso por não ter sido enquadrado flagrante. Por isso, ele está respondendo por suspeita de tráfico de drogas em liberdade.

Perfil em rede social
Jovem destaca nomes de traficantes da facção criminosa Comando Vermelho

Em seu perfil no Facebook, Sereno Meira, como ele se apresenta, expõe inúmeras fotos e mensagens. Uma das fotos aparece uma pichação com a inscrição: "Com UPP ou sem UPP, seremos Comando Vermelho até morrer", e como ilustração, Sereno citou nomes de traficantes e até do fundador da facção criminosa: "Coroa, Mineiro, Beira Mar, Titi, Playboy, Renan, Macarrão, Rogério Lenghruber, Zeus, Elias Maluco, e seus comparsas, fé". Há imagens ainda com armas, e consumo de drogas.

Em uma das fotos, para divulgar a festa de aniversário, ele dá ênfase para ‘cerveja liberada e bebidas batizadas com balinha (ecstasy) do Parque União (PU)'- favela do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio. A prática de ‘batizar' bebidas com drogas se tornou popular e é descrita na letra da música funk da MC Priscila "Sabotaram meu copo". Na música, que ficou entre as mais tocadas em bailes, festas e programas do gênero, a MC relata ter sido drogada e ter acordado em uma suíte sem se lembrar de nada.

Outra publicação a respeito da mesma festa dizia: "Vai rolar 2L e branco no preto (só os fortes sabem)". A publicação referia-se a drogas como maconha e cocaína. A publicação feita pelo próprio Sereno dava, ainda, avisos: "Alemão (gíria que denomina integrantes de facções rivais) nem na porta"; "O primeiro que arrumar briguinha na minha festa vai ser cobrado, papo tá dado".

 

 

 

 
Imprimir E-mail Share
 


* Nome: * E-mail:
Telefone:  
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 
   
Imprimir
E-mail
Saiba mais
 
Volta Redonda
Feriado prolongado esgota venda de passagens para alguns locais
 
Volta Redonda
Moradores reclamam de mato alto
 
Em Volta Redonda
Ônibus é assaltado no Aterrado
 
93ª DP
Drogaria é assaltada em Volta Redonda
 
Tráfico de Drogas
Menor é apreendido com 21 pinos de cocaína em Angra dos Reis
 
Em Volta Redonda
Guarda Municipal flagra moto irregular na Vila Santa Cecília
 
Campanha salarial
Rodoviários de VR definem pauta dia 24
 
Opções de Lazer
Parque Aquático e Zoológico funcionam normalmente durante feriado prolongado
 
Home | Cidade | Política | Polícia | Economia | Mosaico | Cartas | Esportes | Diarinho | Copa Diarinho | Social | Lazer | Circuito | Decoração | Viver Melhor | Caderno TV
Veículos | Educação | Nacional | Internacional | Vídeos | Edição Digital | Cultura | Flip | Classificados | Eu, Diário | Arquivo | Fale Conosco | Newsletter | Twitter | Pesquisar | Ciência e Tecnologia | Tempo Real
© 2013 - Diário do Vale. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. Termos de uso.