Ações da CSN
R$ 8,96 | -4,06%
19:51h | 15.04.2014
Quinta-feira, 24 de abril de 2014
Boa tarde, 13h10min
 

Chuva de granizo causa estragos em Floriano e Porto Real
Publicado em 22/07/2013, às 14h49
 
Última atualização em 22/07/2013, às 18h48

Moradores tiveram as casas danificadas
Natacha Prado
natacha.prado@diariodovale.com.br

Barra Mansa e Porto Real

Em pleno inverno, os moradores de Floriano, distrito de Barra Mansa, e de Porto Real foram surpreendidos por uma forte chuva de granizo na noite da última sexta-feira, às 19h30. A Defesa Civil e os moradores já contabilizaram os estragos causados pela chuva. Em Porto Real, a situação já foi reestabelecida e as casas atingidas receberam novas telhas.
Rosa Maria, moradora da Vila dos Remédios, em Floriano, disse como foi a intensidade da chuva.

- Foi muito forte. Nunca aconteceu uma chuva assim em Floriano. Muitas casas foram destruídas e muitos vizinhos tiveram prejuízos. Por sorte, minha casa foi pouco danificada, pois é de laje. Alguns vizinhos, ficaram com as casas descobertas. Foi um susto muito grande, mas tudo já está sendo resolvido - contou.

A distribuição de telhas no distrito de Barra Mansa começou na manhã de sábado. Oitocentas unidades, sendo 700 grossas e 100 finas, já foram entregues à população. De acordo com o primeiro levantamento feito pela Defesa Civil de Barra Mansa, as casas mais atingidas são as localizadas nas ruas 1,2,3, L e na Estrada São Lourenço, todas na Vila dos Remédios.

Vinte e dois imóveis tiveram telhas total ou parcialmente destruídas. Setenta e sete pessoas foram atingidas, mas ninguém ficou desabrigado ou desalojado.

Segundo a assessoria da prefeitura de Barra Mansa, um novo levantamento está sendo realizado. Os dados finais ainda serão divulgados.

Porto Real

Apenas a Rua 16 A, no bairro Freitas Soares, em Porto Real, foi atingida pela chuva de granizo. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Cassiano Alves, foi uma surpresa os danos terem ocorrido somente no local. Os estragos, segundo ele, atingiram 46 pessoas, sendo 12 menores de idade, que moram em aproximadamente 16 residências.

- Nenhuma outra via do bairro foi atingida. Logo após a chuva, a Defesa Civil esteve no local e constatou os estragos. Após verificar a situação, a equipe da Secretaria de Ação Social ofereceu aos moradores um abrigo. Mas todos preferiram dormir na casa de parentes. Onze colchões também foram entregues para os que preferiram ficar nas residências. No dia seguinte (sábado), uma equipe da Secretaria de Obras distribuiu 200 telhas. No final do dia, a situação já estava totalmente normalizada, e a população já retornou para os imóveis - ressaltou.


 

 

 

 

 
Imprimir E-mail Share
 


* Nome: * E-mail:
Telefone:  
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 
   
Imprimir
E-mail
Saiba mais
 
Segurança
Deputados aprovam regulamentação das GM
 

Fiéis homenageiam São Jorge em Volta Redonda
 
Em Volta Redonda
Suspeito de latrocínio será apresentado amanhã à imprensa
 
Mercado da bola
Flamengo confirma chegada de Marcelo
 
São Jorge
Sequência de feriados é alvo de críticas
 
Em Volta Redonda
Neto vai agilizar obras de contenção
 
Em Barra Mansa
Passagem de nível em Saudade será interditada nesta quinta-feira
 
Em Barra Mansa
Quatro são detidos por suspeita de furto e receptação no bairro São Pedro
 
Home | Cidade | Política | Polícia | Economia | Mosaico | Cartas | Esportes | Diarinho | Copa Diarinho | Social | Lazer | Circuito | Decoração | Viver Melhor | Caderno TV
Veículos | Educação | Nacional | Internacional | Vídeos | Edição Digital | Cultura | Flip | Classificados | Eu, Diário | Arquivo | Fale Conosco | Newsletter | Twitter | Pesquisar | Ciência e Tecnologia | Tempo Real
© 2013 - Diário do Vale. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. Termos de uso.