Ações da CSN
R$ 8,96 | -4,06%
19:51h | 15.04.2014
Quinta-feira, 17 de abril de 2014
Boa noite, 18h22min
 

Presos suspeitos de roubar R$ 500 mil de joalheria de Barra Mansa
Publicado em 13/02/2014, às 13h30
 
Última atualização em 13/02/2014, às 20h45


Dicler de Mello e Souza

 

Barra Mansa

Os delegados da 90ª DP (Barra Mansa), Ronaldo Aparecido de Brito (titular), e Michel Floroschk (adjunto), apresentaram nesta quinta-feira (13) à imprensa quatro dos seis homens suspeitos de assaltar a Joalheria Regina, no Centro, na véspera do Natal passado. Na ocasião, foram roubados mais de R$ 500 mil, em joias e relógios.
José Dimincli Montenegro Gomes, de 22 anos, Rafael Rodrigues Gomes, de 31, foram presos na favela da Rocinha, no Rio. Já Leonel Araújo de Andrade, de 37, e Jackson Anselmo Rodrigues, de 41, foram localizados na praia de São Conrado, também na capital fluminense. Outros dois suspeitos Ivan da Silva Martins, de 30 anos e Djalma Roberto da Costa Júnior estão foragidos.

- Três entraram na joalheira. Outro comparsa que estava em uma moto ficou incumbido de avisar por meio de telefonema, caso houve aproximação de viatura da PM. O restante ficou do lado de fora do estabelecimento dando cobertura aos que estavam dentro da joalheria. Um deles ficou responsável de vender o produto do crime - disse Ronaldo, lembrando que os suspeitos seriam integrantes de uma organização criminosa tem uma divisão bem definida de tarefa.

A prisão dos acusados ocorreu após Gleison de Abreu Silva, o "Japão", de 33 anos, ser preso no último dia 4, como autor do assassinato do segurança Reginaldo de Souza, o Apolo, de 47 anos, no dia 2. De acordo com a polícia, foi Japão quem planejou o assalto a joalheria.

- Japão foi quem planejou o assalto à joalheira em Barra Mansa. Descobrimos que a quadrilha já tinha elaborado outro plano para assaltar a Brasfels, em Angra dos Reis, onde ele (Japão) já trabalhou e conhecia todo o esquema de funcionamento do estaleiro, inclusive o dia de pagamento. A intenção era praticar um assalto milionário, para isso, já tinha alugado uma lancha, em Angra, e um sítio, na cidade paulista de Cunha, que faz divisa com Paraty, no Estado do Rio - explicou o delegado-adjunto Michel Floroschk, dizendo que eles teriam acesso ao estaleiro usando crachás e fugiriam pela parte de trás.

Segundo o delegado, Japão fazia o planejamento dos roubos e trazia os outros integrantes da quadrilha que moravam nas comunidades da Rocinha, Vidigal e Vila Vintém, no Rio. O criminoso teria ganhado prestígio e posição entre os líderes da facção ADA (Amigos dos Amigos), porque teria se colocado a disposição para matar dois policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Vidigal. O duplo homicídio não aconteceu.

Para a prisão dos suspeitos no Rio, a Polícia Civil de Barra Mansa contou com o apoio da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais).

Os suspeitos foram indiciados por associação criminosa e roubo majorado. Eles serão transferidos hoje para a Casa de Custódia de Volta Redonda.

 

Jackson, Leonel, José e Rafael

Japão telefona para a mãe e debocha de crime

Na apresentação dos suspeitos, também foi divulgada uma escuta telefônica, autorizada pela Justiça, em que um homem - que segundo a polícia é Japão - liga para uma mulher, que ele chama de mãe, para ridicularizar Apolo, que no momento do crime, teria implorado para não ser morto. Quando foi apresentado, Japão disse que o segurança teria sido morto por engano. Confira abaixo o que pode ser ouvida no áudio.

Japão: "Mãe, apaga os meus números tudo, com essa ligação que eu fiz aí, porque tem um fortão deitado no chão lá".

Japão: "Escutou?"

Mãe: "Escutei"

Japão: "Ele disse: Ai, sai! Pelo amor de Deus!"


 
Imprimir E-mail Share
 


* Nome: * E-mail:
Telefone:  
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 
   
Imprimir
E-mail
Saiba mais
 
Sul Fluminense
Câmaras e prefeituras funcionarão em esquema diferenciado no feriadão
 
Em Barra Mansa
Jovens são detidos após postarem fotos no Facebook com colete da PM
 
Em Barra Mansa
Jonas assina decreto instituindo Comissão Municipal da Verdade
 
Mais Médicos
Médicos cubanos chegam a Volta Redonda
 
Solidariedade
Crianças da Casa Paz e Bem recebem doações de Ovo de Páscoa
 
Região Leste
Furlani anuncia que faltará água novamente e pede mais divulgação
 
Por falta de verba
UPA da Região Leste continua fechada
 
Barra Mansa
Wilson Leite aguarda até sexta para saber quem joga contra o Tigres
 
Home | Cidade | Política | Polícia | Economia | Mosaico | Cartas | Esportes | Diarinho | Copa Diarinho | Social | Lazer | Circuito | Decoração | Viver Melhor | Caderno TV
Veículos | Educação | Nacional | Internacional | Vídeos | Edição Digital | Cultura | Flip | Classificados | Eu, Diário | Arquivo | Fale Conosco | Newsletter | Twitter | Pesquisar | Ciência e Tecnologia | Tempo Real
© 2013 - Diário do Vale. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. Termos de uso.