Ações da CSN
R$ 8,96 | -4,06%
19:51h | 15.04.2014
Quarta-feira, 16 de abril de 2014
Boa noite, 19h23min
 

Dilma anuncia R$ 106 mi para Volta Redonda
Publicado em 06/03/2013, às 18h21
 
Última atualização em 06/03/2013, às 18h21

Brasília

A presidente Dilma Rousseff (PT) anunciou hoje a liberação de R$ 33 bilhões para projetos de pavimentação, mobilidade urbana e saneamento básico em cidades médias de todo o país. Volta Redonda será contemplada com R$ 106 milhões, sendo R$ 58 milhões para Mobilidade Urbana, R$ 43,4 milhões para abastecimento de água e R$ 4,5 milhões para pavimentação.

O anúncio de Dilma foi acompanhado pelo vice-prefeito da cidade, Carlos Roberto Paiva (PT), que esteve hoje no encontro Palácio do Planalto junto com prefeitos e governadores de todo o país. Dilma explicou que dos R$ 70 bilhões previstos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para cidades de médio porte, R$ 33 bilhões começaram a ser liberados hoje.

- Podemos dizer que Volta Redonda teve seus projetos praticamente todos aprovados, o que é mérito de toda a equipe da prefeitura, liderada pelo Lincoln Botelho (Secretário de Planejamento), Paulo Barenco (Suser) e Paulo Cezar de Souza (Saae-VR). Vamos poder fazer tudo aquilo que garantimos em campanha, principalmente em relação ao Bilhete Único. São obras muito importantes, que vão mudar a cara da cidade mais uma vez - disse Paiva.

Paiva explicou que antes do anúncio de Dilma os projetos de Volta Redonda foram analisados por técnicos do Ministério das Cidades. Com a aprovação, estão garantidas as construções de três novos viadutos e uma ponte na cidade. As novas estruturas ficarão nos bairros Aterrado, Voldac e Jardim Amália II, como parte integrante do Plano Diretor Municipal, na parte que trata do "Arco da Centralidade".

A verba federal será usada ainda para instalação de 18 quilômetros de ciclovias e outros 6,5 quilômetros de calçadas voltadas para acessibilidade.

O município ganhará ainda novos terminais rodoviários em pontos chaves para integração do transporte público.

Abastecimento de água

No pacote anunciado por Dilma, ficou acertado que o Saae-VR vai contar com R$ 43,4 milhões que serão usados para fortalecer o abastecimento de água na cidade.

O diretor-presidente do Saae, Paulo Cezar de Souza, afirmou que a cidade conta com um forte potencial de produção na ETA (estação de Tratamento de Água), mas que a distribuição de água para os bairros está prejudicada, entre outras coisas, pelo crescimento de Volta Redonda e pelo abastecimento compartilhado em algumas regiões.

- Nós vamos melhorar o abastecimento na região da Vila Brasília e Santa Cruz, que têm gestão compartilhada, assim como Vila Rica/Belvedere e região do Roma. Da mesma forma vamos trabalhar na região do São Luiz, Califórnia e Dom bosco. Enfim, vamos poder dar autonomia para todos os bairros - disse Paulo Cezar.

Paulo Cezar explicou que a malha de distribuição já existente na cidade será melhorada, mas ressaltou que serão construídas novas redes.

- Esse dinheiro garantiu a construção de novas redes para a região do Roma e dos condomínios que crescem perto da Rodovia do Contorno. Vamos melhorar o presente e garantir o futuro, pois a cidade cresce por estas localidades - disse.

Além destas duas grandes verbas, a prefeitura terá ainda R$ 4,5 milhões para obras de pavimentação. Segundo o vice-prefeito, serão priorizadas as novas vias que serão construídas dentro dos projetos de mobilidade urbana, assim como as áreas de entrada da CSN e da Petrobras.

Obras de Mobilidade Urbana viabilizam Bilhete Único

A aprovação dos projetos e a inclusão de Volta Redonda no PAC da Mobilidade Urbana vai assegurar um funcionamento mais efetivo do Bilhete Único na cidade. A afirmação é do diretor-presidente da Suser, Paulo Barenco, que garantiu a implantação da proposta de bilhetagem única no transporte urbano.

- Como nós prevíamos, o Governo Federal priorizou as propostas que valorizam o transporte coletivo e o transporte não motorizado. Por isso, todas as nossas obras buscarão fortalecer esses segmentos. O Bilhete Único será a cereja no bolo, pois tudo que idealizamos é para o melhor funcionamento deste projeto - disse Barenco.

Um dos novos viadutos será construído como um braço do Viaduto Heitor Leite Franco. O objetivo é levar o trânsito direto até a nova Avenida do Canal, aberta próxima da Capela Mortuária, no bairro Aterrado. Na outra extremidade da avenida será erguida uma nova ponte sobre o Rio Paraíba, com acesso à Radial Leste.

Outro viaduto sairá da área do Batalhão da Polícia Militar e desembocará próximo do Colégio Santos Dumont, passando por cima dos cruzamentos que atualmente existem no local. Este será parecido com o que existe no acesso a 209 pelo Conforto.  Já o terceiro viaduto ligaria o Jardim Amália II a divisa entre Aterrado e Vila Americana.

 

Em âmbito nacional, maior parte do novo PAC vai para saneamento

Dos R$ 33 bilhões anunciados pela presidente Dilma Rousseff (PT) para o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para cidades de médio porte, a maior parte coube ao saneamento básico. Do montante, R$ 16,8 bilhões vão para saneamento, R$ 7,9 bilhões para mobilidade urbana e R$ 8,2 bilhões para pavimentação.

- O Brasil precisa de saneamento para atender o brasileiro que está saindo da miséria e que precisará de serviços públicos no país. Essa é uma questão republicana. De todas essas áreas (cujas obras foram anunciadas), a que mais me mobiliza a colocamos maior volume [de recursos] é saneamento. Todos sabem que este é um fator que envolve também saúde pública e meio ambiente - disse a presidenta Dilma Rousseff, em reunião com prefeitos e governadores, no Palácio do Planalto.

Segundo ela, os investimentos em mobilidade urbana também vão impactar na qualidade de vida dos brasileiros. Ela destacou que, nesse contexto, a frente de investimentos previstas para as cidades de médio porte é fundamental.

"O Brasil tem quantidade (significativa) de grandes e médias cidades. As médias representam grande volume. Portanto, precisamos tomar providências agora para que não aconteça o que aconteceu com as grandes cidades brasileiras. Para as grandes, fazer metrô é fundamental. Esse é um passo importante porque tem a ver diretamente com a qualidade de vida das pessoas", argumentou a presidenta.

O Ministério das Cidades informou que já cadastrou 110 propostas de 71 municípios sobre mobilidade urbana. Entre eles está o de Volta Redonda.

 
Imprimir E-mail Share
 


* Nome: * E-mail:
Telefone:  
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 
   
Imprimir
E-mail
Saiba mais
 
Mais Médicos
Médicos cubanos chegam a Volta Redonda
 
Política
Com presença de Dilma, Conselho debate políticas públicas para o país
 
93ª DP
Policiais encontram corpo em casa na Vila Brasília
 
28º BPM
Polícia Militar apreende droga em Volta Redonda
 
Em Volta Redonda
Prefeito Neto preside primeira reunião sobre Orçamento Participativo 2014
 
Semana Santa
Estacionamento Rotativo de VR não funcionará durante feriado prolongado
 
Educação
Alunos de Volta Redonda ganham oportunidade de capacitação gratuita
 
Política
Neto quer resgatar o Orçamento Participativo de Volta Redonda
 
Home | Cidade | Política | Polícia | Economia | Mosaico | Cartas | Esportes | Diarinho | Copa Diarinho | Social | Lazer | Circuito | Decoração | Viver Melhor | Caderno TV
Veículos | Educação | Nacional | Internacional | Vídeos | Edição Digital | Cultura | Flip | Classificados | Eu, Diário | Arquivo | Fale Conosco | Newsletter | Twitter | Pesquisar | Ciência e Tecnologia | Tempo Real
© 2013 - Diário do Vale. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. Termos de uso.