Ações da CSN
R$ 8,96 | -4,06%
19:51h | 15.04.2014
Quarta-feira, 16 de abril de 2014
Bom dia, 1h34min
 

Homem mata ex-companheira e depois se suicida
Publicado em 04/12/2013, às 16h51
 
Última atualização em 04/12/2013, às 20h19

Barra Mansa

O aposentando por invalidez Carlos Augusto dos Santos - que era conhecido como Agostinho -, de 54 anos, matou na tarde de hoje sua ex-companheira, Rosana Melo de Mendonça, de 44, e se matou em seguida. O crime foi cometido no imóvel de Agostinho, na Rua Goiânia, no bairro Getúlio Vargas, em Barra Mansa.

Segundo a Polícias Militar, Agostinho usou um revólver calibre 38 para atirar na boca e na bochecha de Rosana. Em seguida, ele utilizou a mesma arma para se matar com um tiro na boca. A mulher foi encontrada morta em cima da cama do apartamento do ex-companheiro. Ele estava morto na varanda do apartamento.

Segundo testemunhas, Agostinho mandou chamar um sobrinho após matar a mulher. "Quando ele chegou ao apartamento, Agostinho atirou na própria boca", disse uma das testemunhas.

Os PMs encontraram próximo ao corpo de Rosana duas seringas, e chegaram a levantar a suspeita de que ela poderia ter sido dopada antes de ser morta a tiros, mas apenas o laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Volta Redonda poderá confirmar ou não a hipótese.
As mortes serão apuradas pelo delegado titular da 90ª DP, Ronaldo Aparecido de Brito. A polícia não descarta a hipótese do crime ter tido motivação passional.

O tio de Agostinho, Francisco Carlos dos Santos, de 56 anos, disse que o casal viveu junto 15 anos, e que há quatro se encontrava periodicamente. Segundo ele, nos últimos dias os dois tiveram desentendimentos.

- Eles estavam discutindo muito por telefone, ultimamente, já que era muito raro quando Rosana aparecia na casa do meu sobrinho - disse Francisco.

Ele informou ainda que Rosana deixa três filhas de outro relacionamento. Ainda de acordo com Francisco, a vítima morava no bairro Santo Agostinho, em Volta Redonda, e trabalhava no Ciep do Bairro Saudade, em Barra Mansa.

O vizinho de Agostinho, o também aposentado João Coutinho, de 74 anos, disse que a vítima era um pessoa feliz.

- Nunca esperava que Agostinho fosse fazer uma besteira dessas. Jamais presenciei nada que o incriminasse. Ultimamente, estava morando sozinho - disse João Coutinho.

 

 
Imprimir E-mail Share
 


* Nome: * E-mail:
Telefone:  
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 
   
Imprimir
E-mail
Saiba mais
 
Região Leste
Furlani anuncia que faltará d’água novamente e pede mais divulgação
 
Por falta de verba
UPA da Região Leste continua fechada
 
Barra Mansa
Wilson Leite aguarda até sexta para saber quem joga contra o Tigres
 
Em Barra Mansa
Secretaria de Meio Ambiente lança projeto 'Produção de Águas'
 
Em Barra Mansa
Vereador Rodrigo Drable diz que governo de Jonas é ‘irresponsável’
 
Em Barra Mansa
Agricultores de Floriano recebem certificação de produtos orgânicos
 
Polícia
PM prende dois homens portando mochila com maconha em Barra Mansa
 
Barra Mansa
Saae divulga horários da coleta de resíduos sólidos no município
 
Home | Cidade | Política | Polícia | Economia | Mosaico | Cartas | Esportes | Diarinho | Copa Diarinho | Social | Lazer | Circuito | Decoração | Viver Melhor | Caderno TV
Veículos | Educação | Nacional | Internacional | Vídeos | Edição Digital | Cultura | Flip | Classificados | Eu, Diário | Arquivo | Fale Conosco | Newsletter | Twitter | Pesquisar | Ciência e Tecnologia | Tempo Real
© 2013 - Diário do Vale. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. Termos de uso.